Tag Archives: MAC

Espelho, espelho meu…

27 out

Existe alguém mais bela do que eu? Siiiim!  rárárárá (risada da Rainha má!).Vamos falar a verdade: os melhores personagens das hitórias “encantadas” (e das novelas també!), são as vilãs ou os vilões! São eles que apimentam a história, e fazem o filme durar 80 minutos ao invés de 15. Além disso, o gostinho do “felizes para sempre” é muito mais gratificante depois de ter lutado contra as artimanhas destes personagens tão cruéis que tentam azedar o um grande amor romântico!

Mas se parar para pensar, são eles que representam mais fielmente nós humanos e nossos sentimentos mais obscuros – e que queremos mais é esconder mesmo! Se pensarmos bem -e admitirmos!- os personagens de mocinho e vilão se complementam e formam a personalidade humana.

Depois dessa viajada, vamos aos fatos… Como disse no post anterior a MAC em parceria com a Disney, lançou no mês passado a coleção Venomous Villains. Com direito a chamada em clipe e tudo! Mas vilã mesmo é a noticia que esses produtos não estarão a venda no Brasil. Maldade… (não da MAC, mas da burocracia alfandegária brasileira)

Cruela Cruel, a vilã de 101 dálmatas ainda ganhou 3 looks de maquiagem para quem quiser se inspirar!!! As cores dos produtos são retiradas do conjuntos de cores da personagem. No caso, o preto, vermelho meio tijolo e bege-nude.

A Rainha Má, da “Branca de Neve e os sete anões” é a vilã mais classuda! Afinal a boca canuda e o olho de “maresia” a-lá Capitu… tá concorrendo entre as mais bonitas do reino! hahaha

As cores, obviamente são puxadas para o roxo e um vermelho cereja lindo.

Não poderia faltar também a Malévola da Bela Adormecida, que é má até no nome! E que também é classuda, né?!

OBS viajandona: Você já percebeu que todas as vilãs tem um rosto pontiagudo? Em consultoria de imagem, chamamos de silhueta do diabo. Roupas geométricas e pontiagudas transmitem a verticalidade do poder.

E o Dr. Facilier, que confesso me pegou de surpresa o fato dele estar nesta lista,  já que conheci o filme “A Princesa e o Sapo” a pouco tempo, quando vi com a minha afilhada/sobrinha. Mas se você for perceber, que filme (da Disney) a não ser esses, tem um vilão para chamar de seu que seja assim tão mau como o pica-pau (o pica-pau é mau?)? Pode postar sugestões nos cometários.

Olha que munitinho esse tubinho de gloss com o Dr Facilier estampado… Os produtos desse vilão são mais reduzidos, afinal pegaria mal pro cara do mau ter uma monte de batonzinho em seu nome, né?! hahaha

Uma edição limitada dá muita vontade de “quero tudo”. Aí eu me pergunto: o que é que faço? Pra você vê, mulher, adulta já, querendo maquiagem com “bichinhos”! Contenha-se! hahaha

————————————

Eu terminaria o post aqui se não fosse um problema… Quando fui no site da MAC hoje para pegar os links para vocês, eis que me deparo com outra coleção(já viram esse filme?): Tartan Tale.

Tartan é o xadrez do kilt (eu resumi, mas se quiser uma explicação mais explicativa-oi?- clica aqui), e é um tecido muuuuito antigo, com muitas histórias e a MAC se inspirou nelas para montar essa coleção.

O bacana mesmo dessa coleção é que tem uma utilidade pública: a renda de alguns produtos são revertidas para fundações que auxiliam pessoas com AIDS. E a coleção É toda bacanuda!

Assim, para não fazer outro post, vou aproveitar esse para mostrar rapidinho. E para quem quiser ver todos os produtos detalhados, com ótimas fotos e com nomes é só ver esse post no DiHit – Beautylidade Publica. Vale a pena dar uma olhada de perto!

E esse batom lilás??? Quero!

Quero o estojo, quero o batom pesseguinho, quero as sombras com desenho xadrez (fofo, né?!), quero o Teddy, quero, quero, quero! :)

Massss…. TER já é uma outra história… Com final feliz, é claro!

Qual dessas coleções combina mais com você?!

O Rio da MAC!

26 out

Hoje, quando fui entrar no site da MAC para pegar imagens para fazer um post sobre a nova coleção dos vilões da Disney, a “Venomous Villains”, deparei-me com mais uma (!): Scene Spotted. Que homenageia 3 cidades, que são Copenhagen, Shanghai (é Xangai mesmo) e o seu, o meu, o nosso querido… Rio!

O release da coleção diz que através de investigações em bares e clubes, lojas e galerias, destacaram as “cenas” dessas cidades – as mais excitantes, segundo eles! Assim, inspirados pela cultura e pela admiração, a MAC aponta a importância delas como tendência mundial, através de uma colagem de cores, texturas e idéias. Uau!

A página que mostra essas “pranchas” (na faculdade de moda a gente faz muuuuitas) de imagens é bem bacana, porque conforme você vai passando o mouse por cima dos objetos, aparece a descrição e a fonte da imagem-produto. Por exemplo: aquelas pulseiras coloridas ali, ao passar o mouse por cima, aparece uma janela dizendo que são do Carlos Sobral, que trabalha com resina colorida aqui no Rio. E ainda dão o link para o site dele! Show, né?!

Vale a pena dar uma passada no site e se divertir- eu me divirto muito!- viajando pelas coleções.

O Rio teve destaque nas cores fortes e alegres, bem puxadas para o fluor. Its Hot Hot Hot in Brazil’s trend capital! Isso não precisa nem traduzir, né?! hahahah todo mundo sabe que aqui é hot pra caramba! Aumenta o volume, que o Rio, como não podia deixar de ser “abraça a vibração do carnaval” super saturado de cores e sons!

OBS pessoal e intrasferível: embora entenda e também seja da opinião de que o carioca é alegre e colorido, Não posso deixar de dar valor à Osklen, por mostrar o lifestyle carioca- inclusive e especialmente o Carnaval- sem cair no lugar comum das cores e todo seu esquidum-dum-dum…

Já a energia criativa de Shanghai destaca a cor vermelha (China-vermelho…), passando pelo roxo e chegando no azul. O texto diz que as cores enlouqueceram, e que a atitude está lá fora, com uma moda irônica e styling de cartoon (desenho animado). O Kitch é cute, gente! hahaha Muito bom esse título!

Vale dar uma olhada no site de Frau Ana (o maiô assimétrico é de Frau Ana). Uma coleção muito colorida meeeesmo e cheia de referências para o povo que gosta, e/ou trabalha com moda.

A “Escura e desconstruida” Copenhagen ficou com o monocromático e elegante preto.Um convite a “mergulhar no subsolo urbano de Copenhague e pegar a vibe grounge-gótico”. “Bem vindo a zona da penumbra” é o convite que nos faz  a MAC. Destaque para as modelagens incríveis do Visbol de Arce.

Esse lado obscuro da penunbra me lembrou a coleção dos vilões da Disney, que era meu objetivo principal e agora vai ficar pra o próximo post…! Estou móór de cansada e meus olhinhos já estão variando das idéias, mas amanhã de manhã já bato o ponto! :)

Maquiagem passo-a-passo

13 jul

Nesse fim-de-semana, mais precisamente dia 10 de julho, fiz aniversário e comemorei com um fondue aqui em casa (crente que estaria um friozinho! Mas só pra contrariar – alguém conhece as leis de Murphy? – não fez frio). Tudo bem, pois o que importa é que resolvi clicar (com minha máquina nova!) a maquiagem que fiz e mostrar o passo-a-passo. Aliás esse passo-a-passo de maquiagem, a partir de agora, será habitué aqui no blog! :)

Como era um evento aqui em casa mesmo, preferi colocar uma maquiagem mais leve. Mas nem por isso passou despercebida!!!

1 – Sombra aubergine Duda Molinos

2 – Pincel chanfrado Contém 1g

3 – Rimel Super Shock da Avon

Como tenho andado de bem com o sono, não usei corretivo, apenas uma camada leve de base em volta do olho. Passei dando leves batidinhas com a ponta do dedo.

 Depois, com o pincel chanfrado delineei um traço rente ao cílio superior, puxando uma pontinha para ficar estilo “gatinho”. Repare que esse traço foi muito rente ao cílio, do canto interno ao centro e começou a ficar aparente do meio para o canto exterior. Não estiquei a pele para fazer esse traço, porque quando solta pode ficar deformado.

Pessoalmente, não gosto muito de delineadores, então costumo delinear com sombra mesmo. Mas  se quiser que fique mais marcado é só molhar o pincel,  passar na sombra e aplicar.

Em seguida passei bastante rímel! Adoro esse da Avon, porque deixa o cílio bem separadinho. Fica melhor ainda quando está mais velhinho! Adoro! O cílio fica bem separado e longo. Não gosto de rímel que deixa o cílio grudado, porque fica parecendo que você tem só 5 pelos no cílio, tipo Cebolinha!!!

4 – Lápis de olho bege Duda Molinos

5 – Pincel de artesanato (!) Condor nº 423

6 – Sombra iluminadora branca Contém 1g ( a minha é muito antiga!)

Passei o lápis bege -esse do Duda Molinos tem uma textura e fixação ótimas!- na linha d’água inferior, de uma canto a outro. Esse recurso é usado para abrir o olhar. O resultado final fica muito bom, dá – como diria?- um brilho no olhar! Por falar em brilho no olhar, um ponto luz é sempre bem vindo. Por isso,coloquei a sombra branca brilhante, no canto interno no olho.

Ok, vou explicar o que esse pincel de artesanato está fazendo na minha necessaire: ando procurando um pincel para esfumar que seja mais durinho que esses que tenho encontrado próprios para maquiagem e eis que andando no Saara, aqui no Rio, encontrei esse pincel. Ele está na fase de testes, mas para esse caso, que eu precisava só de um pontinho no canto do olho, seu formato me veio a calhar! Perfeito!

7 – Batom Satin Snob da M.A.C

Terminada a make do olho, fui para a boca. Coloquei o batom Satin Snob da M.A.C, que é bem clarinho. Viram como já me acostumei!!!Para quem se sentiu um ET na primeira vez que experimentou esse batom…  Ele já faz parte do meu ser!

8 – Base Diorskin Forever nº 22 da Dior

9 – Pincel de blush da Avon

10 – Blush matte cor Mocha da M.A.C (não tem essa cor no site da M.A.C, mas tem nas lojas)

Às vezes, prefiro colocar a base por último, porque se tiver borrado alguma coisa como a sombra, por exemplo, posso passar o demaquilante num cotonete para tirar o borrado sem ter que reaplicar a base. Assim, além de aumentar a duração do produto, não corre o risco de ficar com muita base no rosto.

Essa base da Dior é fan-tás-ti-ca. Não passo nem pó, porque ela tem uma cobertura matificada (opaca), não é oleosa, entende?! E unifica bem o tom da pele, escondendo as manchinhas de forma bem natural. Mas com base todo cuidado é pouco, pois ela não pode deixar rastros de que existe! Tem que parecer que você tem a pele perfeita assim… de natureza!  Use num tom que combine com a sua pele (na hora de comprar teste no rosto mesmo!).

E por fim, meu amado e querido blush! Quem é branquela como eu, sabe como se pode ficar com cara de doente, apagada, “morrida”, insossa, um nada sem o blush. Item essencial na minha necessaire, para dar aquela coradinha básica de quem tem saúde pra dar e vender (e comprar!).

O blush tem que dar uma LEVE corada! Pra passar muito forte só indo para a festa junina!

Viu, como não precisa usar maquiagem sempre carregada?! Aliás segundo os maquiadores, quanto mais sutil ela for – como se não estivesse usando  quase nada – mais jovem parecerá!

E sinto, sinceramente, que com os anos passando… a maquiagem vai se tornando tão necessária quanto escovar os dentes!

 

 

Outros posts relacionados:

Boca Carmim

Satin Snob – Esnobe mesmo!