Tag Archives: Lomo

O olhar em filtros

28 jul

Passamos tanto tempo atrás de novas – e altas! – tecnologias, buscando coisas que estejam mais a frente do nosso tempo, que voltar a cabeça para trás virou uma lufada de ar fresco. Sim, porque me sinto meio sufocada com tanta tecnologia e com a velocidade que ela se apresenta, vocês não?! Acredito que mais pessoas também sintam isso, afinal não é a toa que, paradoxalmente, tudo que é vintage é moderno.

 

 

E com a fotografia não foi diferente. Numa era em que as máquinas digitais desafiam nossa capacidade de raciocínio e memória – nunca uso todas as possibilidades que a máquina oferece… – as máquinas fotográficas analógicas (re)começam a se tornar as queridinhas dos que tem a “vista cansada” das fotos Hight Definition.

 


 

A Lomo reina absoluta na preferência, até porque é muito charmosa (se quiser pode comprar aqui). Mas não precisa ter uma máquina Lomo para tirar uma foto com  cara de antiguinha, afinal hoje existem vários aplicativos para celular que fazem a sua foto analógica. Além disso tem uma rede social para IPhone, o Instagram.

 

 

Lá você pode mudar os filtros logo depois de tirar a foto e ainda pode postar, tanto no prórpio  Instagram quanto compartilhar no seu perfil do Face e Twitter. Suas fotos ficam com cara de “profissional”. E ainda pode curtir e comentar as fotos mais incríveis de pessoas do mundo todo.

Aviso aos navegantes que vira um vício! Olha as minhas fotinhos do Instagram aqui em cima… (Alô pessoal, se copiar as fotos, põe o crédito, please?!)

O melhor de tudo realmente, é apurar – ou filtrar! – o olhar para coisas que na rotina corrida do dia geralmente passariam despercebidas. É lançar um novo olhar mesmo, onde você se percebe capaz de ver o belo a todo instante. Estou encantada! :)

UPDATE: E depois que escrevi esse post inteiro, vi que já tinha feito um post falando da Lomo, e mostrando meu Instagram bem no comecinho (minhas primeiras fotinhos!). Ah gente, releva vai… eu escrevo pra tantos lugares que acabo me perdendo nas pautas! #alouca

*Aliás, follow aí: @FinasEstampas (Twitter) e @drivalente (Instagram)

 

 

Pensando nessa onda, o Google Chrome criou uma forma de poder aplicar esses filtros em qualquer foto que esteja na internet: o Lomo Chrome. Assim você não precisa nem saber usar os photoshop’s da vida para poder modificar a coloração de uma imagem. É de graça e você só precisa ter o Google Chrome instalado no seu computador, depois é só clicar aqui e baixar.

Peguei uma foto do blog The Sartorialist e apliquei alguns filtros para vocês verem como fica bacana! Vou usar moooooito!

 

 

E vou te dizer que, ainda por cima, é super fácil usar! Tem um vídeo com o passo a passo, olha só:

 

Dia dos (e)namorados

10 jun

Como é de praxe, quando chega perto do dia dos namorados, as dicas de presentes pipocam nos blogs e sites da vida… Aqui não vai ser diferente! hehehe

Afinal aposto que quase ninguém comprou o presente para o ser amado e só faltam 2 dias – na verdade 1 dia e meio já que domingo só abre à 15hs – para o dia D.

Então lustrem as sapatilhas para os 10o metros rasos, que vai ser uma corrida e tanto!

Democraticamente, separei presentes compráveis – e encantáveis! – para ele e para ela.

Que homem não gostaria de ganhar uma camisa do seu time amado??? Mas também não vale comprar o último modelo oficial, saindo do forno. Não, não tem graça nenhuma! Mas uma camisa da Liga Retrô, além de vir cheia de significado, como o ano em que foi campeão bordado na camisa, tem mais esse charme gostoso do vintage. (ai de mim que não colocasse a camisa do Botafogo! Homenagem à você, mozão! rs)

E por falar em retrô, o que é essa réplica da bola de 1900 (Liga Retrô também)?! Até eu quero para colocar na estante! Adoro um cacareco antigo… Alô Feira da Praça XV!

Um Ipod Shuffle para dar aquela motivada para a corrida… Quem não quer??? Alguém???

A Havaianas criou um chinelo especial para edição do dia dos namorados. Tanto para ele quanto para ela. Esse é o gancho para falar do presente delas, ó a havaiana de menina aqui em baixo!

O óculos Spitfire vierem direto dos anos 60 diretamente para o rosto de sua atual namorada. Fofo, né?! E o precinho? Divino!

A Lomo é um desejo meu, na verdade. Estou louca por uma e vou tentar – com esse post – dar a direta! hahaha Depois do Instagram na minha vida, estou adorando me vestir de paparazzi e tirar flagrantes da vida e das coisa por aí. E vou dizer que vira um vício tirar fotos diferentes das de máquinas digitais. Essa máquina analógica deixa tudo com cara de antiguinho, especial. Cada máquina tem uma característica, dá uma olhada aqui para ver as diferenças. E tem vário preços, desde 84,00. Presente shooow! #ficaadica

Pára tudo: olha que arranjo lindo de… tulipas. Isso, nada de rosas! Olha, fico emocionada só de olhar… Atenção: fugir do lugar comum é um bom conselho que dou aos namorados… 

Aliás, o dia dos namorados devia se chamar dia dos enamorados, afinal é o dia do amor, não é?! Não é porque casou que não tem direito de curtir esse dia! O que que ilso, minha gente!

Então aos enamorados: feliz domingo pra vocês! :)

Ah,

“PS: Eu te amo” ;)

O analógico na era digital

2 abr

Numa semana em que todas as lentes estavam voltadas para o Casamento Real, foi erguido, no MAM do Rio, um grande muro com fotografias super cool tiradas com máquinas Lomo. Esta lomowall, como é chamada, faz parte da exposição Energia que move o mundo que ficará até o dia 15 de maio lá no MAM. Piscou, passou!

As máquinas Lomo, que dá uns efetinhos – geralmente com cara de antiguinho – estão virando as queridinhas do pessoal que quer dar um ar mais profissional às suas fotos corriqueiras.

Esses ‘filtros’ já chegaram a aplicativos de smartphones. Eu, por exemplo, estou viciada no instagram! Me sentindo a fotógrafa! hahaha

O aplicativo é gratuito e é uma espécie de twitter só de imagens.

Para quem quiser essas fofuras – as máquinas são lindas! –  tem uma loja aqui no Rio, em Ipanema. Dá uma olhada no site deles: Lomography.

São analógicas e com um preço bem camarada (vão até 250 reais, mais ou menos…)

Em plena era digital, essas máquinas analógicas me fazem lembrar o bolo da minha vó…