Arquivo | Tendência RSS feed for this section

Camisa ‘podrinha’ de luxo

22 set

Com essas mudanças de temperatura esquizofrênicas do tempo aqui no Rio, uma pecinha coringa e camarada é a t-shirt ‘podrinha’.  Aquela bem fininha, que antigamente tínhamos que esperar anos para que ficasse transparente como um papel manteiga, lembam? O problema é que nesta altura elas já estavam furadas – o que atualmente também não teria nenhuma problema, né?! Pois então, hoje vocês já devem ter visto que elas são vendidas assim, graças aos fios finíssimos, mas novinhas em folha mantendo a cara de antiguinhas!

Elas são ótimas para o efeito ‘cebola’ de usar várias camadas de roupa que vão sendo tiradas ao longo do dia e voltam a ser colocadas à noite. E ela ainda percorre todas as estações até se soltar de vez no verão!

E, caso não saibam, a podrinha mais badalada é a do Alexander Wang.

E não é a toa. Consigo reconhecer a T dele só de olhar a foto – juro juradinho. Caimento perfeito, textura translúcida e modelagem sequinha (mesmo a over size, acreditem). Não há podrinha melhor no mundo! rs

Com o sangue japonês correndo nas veias, Wang preza pelo minimalismo.  Sendo assim as t-shirts são, geralmente, nas cores básicas preta, branca e cinza (mescla). Não dá pra errar, né?!

Eu simplesmente amo esse tipo de camiseta já que dá uma discontraída em qualquer produção.

Mas para o visú não ficar muito relax sugiro apostar em contrapontos mais elegantes como saltos altos ou blazers, paetês, maxi colares (ou pulseiras, anéis), sapatos abotinados, e vai por aí que vai bem!

A podrinha nasceu para o visual rocker (fica lindo com a jaqueta perfecto de couro), mas o inusitado pode ser muito interessante também. Que tal combiná-la com a calça cenoura? Se for com a estampa de onça é um passaporte carimbado pro estiloso!

As camisetas do Wang são geralmente compridinhas, ótimas para usar soltinha sobre o legging ou presa despretensiosamente na frente – mas meio de lado, né?!  rs

Dica: se quiser ‘alongar’ o corpinho, se joga no tom sobre tom.

Pode usar também com saia tanto por dentro quanto por fora , neste caso pode colocar um cinto fino para acinturar.

Ok, alguém reparou uma figurinha repetida nesses looks? A Golestaneh (ainda estou custando a acreditar que esse é o nome dela e torcendo para ter me enganado…) é uma blogueira alemã que, visivelmente, é uma adicta da T by Wang.

Ela tem inúmeros looks com a podrinha de luxo. Que de podrinha só tem o aspecto, já que custa em média 76 dólares (por volta de 130 reais) – isso lá fora, aqui vai ser o dobro, aliás se alguém souber onde vende aqui, fala aí nos comentários. O que é muito em se tratando de uma podrinha, mas é uma pechincha se pesarmos seu staus adquirido. E vamos atentar para o fato de que tem umas lojas daqui em que uma camiseta desse tipo é ainda mais cara que isso…

Então vai na Zara que você também vai bem. ;)

 

PS: Todas as camisetas deste post são Alexander Wang e as fotos são do site Chictopia.

Camisa masculina dá pano pra manga

31 ago

Deus (que nesse caso atende pelo nome de alfaiate) devia estar inspirado quando criou a camisa social. Ê pecinha versátil! Como é uma peça de roupa clássica, acho très interessante dar uma desvirtuada na sua essência – como já mostrei no post sobre camisa social branca. Então por que ficar restrita a dupla manjada de camisa social com tailleur/terninho???

Pois lá fora a nova mania entre as descoladas é a skirt-shirt, ou seja, a camisa social masculina (obviamente pelo seu tamanho) dando uma pinta de saia. Ô povo inventivo! Adoro!

No início do ano Dries Van Noten trouxe para a passarela esta forma de usar a camisa, em seu desfile de Verão 2011. Unindo o útil à tendência, colocou a saia-camisa no comprimento midi, que pessoalmente não gosto – será que é porque tenho um metro e meio?

Mas o legal é pegar a camisa do mozão mesmo e enrolar na cintura – o pulo do gato que aprendemos com a moça ao lado é que passando um cinto, dá para amenizar o volume que por ventura se formará.

Outro que transferiu o modelito para a modelagem foi Alexander Wang. Vamos combinar que, embora perca o charme do inusitado, desta forma fica mais usável para as meras mortais com carninhas, né?!

Para quem quer se aventurar na amarração das mangas, pode fazê-la bem na frente e também na lateral. E abotoar os botões errados deixa um assimétrico bacana.

Pensou que acabou a invencionice??? Pois da camisa social faz-se também modelos de vestido, blusas…

 

 

O negócio é se jogar na criatividade (tem um videozinho para ajudar;)!

Ok. Só falta ser magra como ela para tudo ficar bem assim! rs

Mas não custa nada tentar, né?! Vai que a gente acaba inventando um outro modelo também…  ;)

Eu gosto. E você, teria coragem?

Casaco para vestido longo

29 jun

No verão o vestido longo bombou, você torrou o cartão em alguns exemplares e agora no inverno não sabe o que fazer com esses metros de tecido pendurados no armário??? Não se desespere! Separei algumas opções de casacos que deixam o visual com vestido longo bem bacana.

 

Como o vestido longo sugere linhas mais retangulares, cuide para que o casaco seja bem sequinho, próximo ao corpo. Afinal ninguém quer parecer uma ‘pilastra’, não é mesmo?!

A jaqueta perfecto, como as usadas nas imagens acima, dão um toque moderno à produção. Tanto a de couro como a jeans, ou até mesmo de moleton ficam bem charmosas. Sou super fã!

 


A jaqueta jeans clássica, mais acinturada, faz uma ótima dobradinha com o vestido casual. Aproveite para colocar umas pulseiras ou um maxi anel para ficar mais elegante. Já o cardigan é o casual do casual, então se jogue em acessórios marcantes para não ficar muito xoxa.

 

O blazer deixa o look mais elegante e pode ser usado tanto de dia quanto de noite. Para uma festa de gala lembre-se de optar por um blazer com um bom corte, pois fará toda a diferença na sofisticância!

 

Nesta sexta tem o casamento da minha prima Brunella (beijo, Babu! Tá nervosa? rs) e diante do frio visceral que eu, minha irmã e minha mãe – e acredito que muitos outras convidadas – estamos sentindo, nos veio a dúvida cruel: como usar nossos longos estonteantes com esse gelo de rachar os ossos????

Além da batida echarpe, ou pashmina, achei mais interessante (alô mãe e irmã) usar um blazer ou – gosto mais ainda! – com uma jaqueta de couro. O couro não costuma ser muito usado para noites de gala, mas justamente por isso ele vira uma ousadia fashion que me agrada mucho! Olha como a Helen Mirren ficou avant garde com a jaqueta biker de couro! Ela foi ousada mesmo porque combinar couro com onça poderia ter resultado em um desastre.  Agora, dá um zoom na manga dobrada! Adoro! Afinal quem foi rainha…

 

 

 

A bainha vai pro chão!

20 jun

E as baixinhas agradecem! Para esse inverno, as calças estão com as barras arrastando no chão. Como esse tipo de calça cobre o sapato, vamos subir no salto sem medo de ser feliz – e alta! rsrsrs

Isso mesmo, minha gente fina, esse look é perfeito para aumentar uns (bons) centímetros! Todo mundo vai ficar com perna de Ana Hickman.

Então usemos e abusemos!

 

 

Pode ser pantalona, reta, boca super sino ou flare (com a barra levemente aberta), o importante é cobrir o sapato.

Já imaginou esse tipo de calça tocando na canela… ia ficar meio estranho né?!

 

 

Para um visual mais rocker, use jaqueta de couro e camisetas longuetes (aproveite que a perna está com 1,20 m!), ou um blazer para dar um ar mais clássico. Se quiser investir num look boho chic é só abusar de franjas, estampas étnicas, batas, e chapéu. Separadamente ou tudo junto mesmo!

Não esqueça: a calça pode estar no chão, mas você pode subir nas ‘tamancas’! Ou não.    :)

A moda é da cor que a gente pinta

9 jun

Aposto que vocês já sentiram que as roupas estão ficando cada vez mais saturadas, né?! Nas últimas temporadas de desfiles, tanto internacionais como nacionais, as cores fortes brilharam nas passarelas, e vieram todas juntas! É a tendência do Color Block . Literalmente, as cores são usadas em blocos no look.

São tonalidades fortes, usadas assim, tudo-junto-e-misturado. E são várias as combinações! Vale tudo, gente: vermelho com roxo, azul com verde, amarelo com azul, rosa + laranja + azul, e por aí vai…

Dá uma olhada só…

Essa combinação é bem quente e luminosa! Ótima para um dia de sol. Bem fresh

 

O verde traz uma sobriedade ao laranja, que pode ser mais para o ocre ou mais aceso mesmo. Essa combinação pode ser usada à noite também. Olha como fica bonito com roxo também. Camilla Belle está usando um look inteiro do desfile de Verão 2011 da Gucci.

 

Mais um look da Gucci e da Jil Sander também. Roxo com verde já fica uma combinação um pouco mais fria, mas igualmente interessante.

 

Mas com o laranja, olha como o roxo ressalta!

 

O azul é uma cor fria e fica ótimo com cores quentes! Na moda do color block, o azul royal é praticamente uma cor básica! rsrsrs

 

O Fashion Rio, que acabou na semana passada, desfilou as peças de verão 2012 com uma explosão de cores, como mando o figurino desta nova tendência.

 

Para quem não tem coragem de se jogar nas cores, pode escolher uma peça de roupa e um acessório de cores vibrantes e deixar o restante bem neutro. É assim que se começa… :)

Destaques (bafafás) do Fashion Rio

5 jun

Quem não tem Gisele Büdchen se vira muito bem com a it girl Olívia Palermo, o modelo tatuado Zomby Boy, o andrógino Andrej Pejic e a modelo transexual Lea T. É bafafá pra ninguém botar defeito! Os desfiles de verão 2012 do Fashion Rio vieram causando. Marketing garantido.

 

Já falei aqui sobre a elegante Olívia Palermo e como o mundo da moda lhe dá cartaz. Ponto para a Coca-Cola Clothing! It girl, para quem não sabe é uma pessoa que dita a moda apenas pelo que usa. Assim como ela, outras it girls – como Alexa Chung, Blake Lively, Miroslava Duma, Kate Holmes, etc – têm os olhares do mundo voltados para o seu  guarda-roupa e combinações, geralmente bem originais. São um verdadeiro báu de tendências.

 

Mas o que dá ibope mesmo é uma boa polêmica, né?! Querendo ou não a modelo transexual Lea T causou um frisson ao desfilar de biquini. Gente, transexual é mulher, então o que as pessoas esperavam ver???? Ok, é que na verdade ela não é operada ( apenas trocou de nome – e de alma!), mas esperar ver algo mais é uma expectativa de um certo mau-gosto, não acham?! Ponto para a Blue Man, pois, tirando a questão do marketing, achei  bacana a marca ter se despido do preconceito. 

 

 

Agora, vamos combinar que a Aüslander exuberou no quesito polêmica! Além do modelo andrógino Andrej Pejic que em uma entrada veio de mulher e em outra de homem (oi?), tinha o modelo super tatuado de corpo em decomposição (ooooi?) Rick Genest, o Zombie Boy. Ele já tinha despontado na campanha de inverno 2011/2012 (vídeo aqui) do Thierry Mugler.

 

 

É claro que a marca conseguiu uma baita repercussão com esses dois modelos, saiu em diversos jornais, blogs (como este vos fala, por exemplo), sites de moda, programas de TV e muitos outros meios de comunicação. E ainda teve sua imagem elacionada à ousadia, adjetivo muito valorizado no mundo da moda atualmente. 2 pontos para Aüslander!

PS: Me dá muito nervoso olhar pra esse cara! E me fica martelando a pergunta: será que alguém se propõe a acordar ao lado dele???

Para aquecer o pescoço

31 maio

Acabei de receber da minha cunhada – obrigada Cláudia! – esse vídeo que mostra 25 maneiras de enrolar o lenço ou pashmina. No ano passado já tinha feito um post explicativo sobre o que é cada uma dessa peças (cachecol, pashmina, echarpe, etc) e inseri imagens que davam ideias de como usar.

Mas esse vídeo é uma delícia de ver e dá vontade de prendê-lo na porta do armário! rs

 

 

É ou não é de utilidade pública?!

O difícil é escolher – de manhã, vale lembrar – qual deles vai adornar o nosso belo pescoço

Vai na ordem, então! ;)